Tamanho do texto

Sem correção visual, sem emprego

O Instituto Penido Burnier, primeiro hospital oftalmológico do Hemisfério Sul, realiza 2511 consultas gratuitas em certos períodos, numa ação que faz parte da parceria com a OneSight, ONG pertencente à Luxottica, maior fabricante de óculos do mundo, e que prevê a doação de consultas, óculos de sol e de grau para conter a cegueira funcional na população de baixa renda.

De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do hospital, um mapeamento  da saúde ocular no Brasil realizado pela instituição aponta os principais riscos no ambiente de trabalho. Os dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), observa, divulgados em 2015 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)  evidenciam que os problemas de visão relacionadas à idade estão em ascensão no Brasil por causa do envelhecimento da população. Por isso, afirma, apesar de uma pesquisa do hospital com 37 mil crianças ter comprovado que os óculos melhoram o rendimento escolar de 51% das crianças que não enxergam bem, em 2016 adultos predominam no programa. Nesta edição totaliza 1656 participantes junto a 855 crianças a partir de 5 anos.

Para o médico ações como esta precisam se multiplicar porque a falta de óculos é apontada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como a maior causa da deficiência visual. No Brasil. a estimativa do CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia)  é de que a cada 10  prescrições, duas pessoas ficam sem óculos, número que pode crescer com a crise econômica.  O índice brasileiro é superior ao internacional levantado pela OneSight. No mundo 1 em cada 7 pessoas não tem acesso à consulta e óculos.

Sem correção visual adequada, o oftalmologista ressalta que a chance de manter o emprego despenca. Isso porque, a produtividade cai de 20% a 40%, dependendo do grau de  dificuldade para enxergar. Como se não bastasse, segundo a OMS os problemas de visão são 3 vezes mais frequentes nas classes de menor renda. Está concentrada, portanto, no “chão da fábrica e aumenta os riscos de acidentes no trabalho.

Queiroz Neto destaca que os nossos olhos envelhecem bem antes do restante do corpo. Isso porque, a partir dos 40 anos perde o foco para todas as distâncias. É a presbiopia ou vista cansada caracterizada pela dificuldade de enxergar de perto  que atinge 33% da população brasileira. O médico afirma que usar o computador, celular e outras mídias por muitas horas está antecipando a  vista cansada no Brasil. Isso porque, explica, nossos olhos não foram feitos para focar apenas a curta distância. O resultado é a perda de acomodação visual. Para melhorar o conforto, o oftalmologista diz que o ideal é usar um óculos para meia distância para quem trabalha no computador, já que a distância ideal entre o olho e a tela é de 60 cm.

Os dados do IBGE também confirmam uma pesquisa feita por Queiroz Neto sobre os problemas de visão na população feminina.  Isso porque, revelam que as alterações oculares na mulher são 50% mas frequentes que nos homens. O médico explica que a população feminina tem mais problemas de visão por causa da flutuação dos hormônios sexuais, anatomia do olho, maior estresse oxidativo, incidência do diabetes e hipertensão entre mulheres.

O oftalmologista destaca que uma parcela importante de brasileiros continua enxergando mal, mesmo quando tem acesso aos óculos, por falta de exames periódicos. Prova disso são os 36,5 milhões de brasileiros com problemas de visão apontado pelo IBGE e a à comercialização de 43,5 milhões de lentes ou 21,75 milhões de óculos de grau conforme a última  pesquisa de mercado realizada pela Abiótica (Associação Brasileira da indústria Ótica).  Como os distúrbios visuais são três vezes mais frequentes nas classes de menor renda e o consumo se concentra nas classes A e B fica claro que a maior parte dos brasileiros que precisam usar óculos não faz a atualização em intervalos anuais ou bianuais conforme é recomendado.



(Fonte: Jornal Dia a Dia)

Pagina 1 de 36

Prev Next

A verdadeira viagem não está em sair a procura de novas paisagens, mas em possuir novos olhos.

Marcel Proust

Saudade é um sentimento que, quando não cabe no coração, escorre pelos olhos.

Bob Marley

Oh, paixão, que fazes com meus olhos que não enxergam o que veem?

William Shakespeare

Quando penso em você, fecho os olhos de saudade.

Cecilia Meireles

Também acho uma delícia quando você esquece os olhos em cima dos meus.

Chico Buarque

Pelo brilho nos olhos, desde o começo dos tempos, as pessoas reconhecem seu verdadeiro amor.

Paulo Coelho

Guarda-me, como a menina dos seus olhos. Ela é a tal, sei que ela pode ser mil, mas não existe outra igual.

Chico Buarque

Os olhos são os intérpretes do coração, mas só os interessados entendem essa linguagem.

Blaise Pascal

Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana

Mulher, teus olhos são meus livros.

Machado de Assis

Newsletter (2)

Fiero